EUA determinam a liberação do uso de laptops em companhias aéreas do Oriente Médio

Siga compartilhando:

Em março de 2017, as autoridades norte-americanas proibiram passageiros de transportar a bordo: laptops e outros aparelhos eletrônicos de grande porte em cabines de nove companhias aéreas, a maioria do Oriente Médio, sob o temor de que fossem colocados explosivos em seu interior que passassem despercebidos nos controles de segurança existentes.

O Departamento de Segurança Nacional (DSN) revelou que detectou uma “teia de aranha” de ameaças que tem como objetivo realizar atentados contra aviões com passageiros.

No dia 5 de julho, a Emirates e a Turkish Airlines referiram que os EUA suspenderam tal proibição em voos de Dubai e Istambul com destino norte-americanos, sendo as únicas companhias aéreas que operam voos diretos nestas rotas.

As divulgações ocorreram três dias após da proibição ser suspensa em voos da Etihad Airways aos EUA partindo do Aeroporto Internacional de Abu Dhabi.

Segundo a Emirates, a interdição em voos para os EUA que saem do Dubai International, foi revogada depois que novas medidas de segurança impostas pelos EUA entraram em vigor.

Um comunicado mais recente feito pela Administração de Segurança dos Transportes dos Estados Unidos (TSA) no dia 17 de julho, divulgou que está retirando a proibição a bordo de laptops e de grandes eletrônicos para voos da Saudi Arabian Airlines com destinos aos EUA, última companhia aérea ainda sob as restrições.

Um porta-voz da Turkish Airlines anunciou que a companhia acredita que restrições semelhantes em voos para o Reino Unido serão suspensas em breve.

O governo britânico proibiu dispositivos maiores que 16,0 cm x 9,3 cm x 1,5 cm em voos diretos de entrada da Turquia, Líbano, Jordânia, Egito, Tunísia e Arábia Saudita.

 

O que muda para os passageiros?

Passageiros em 280 aeroportos (10 deles no Brasil) de 105 países enfrentarão medidas mais estritas de segurança a voos com destino aos EUA. Os agentes de segurança aplicarão mais controles de segurança para verificar a identidade e a bagagem dos passageiros antes do embarque, dispositivos eletrônicos pessoais como tablets e computadores portáteis serão submetidos a uma revisão mais rigorosa para detectar possíveis rastros de explosivos e também haverá um reforço na tecnologia para detectar ameaças, assim como maior utilização de cães farejadores. Os aviões que viajam aos EUA também serão submetidos a uma maior vigilância nos aeroportos de origem.

Apesar de não terem sido revelados mais detalhes das medidas, espera-se que elas resultem em um tempo maior para embarcar no avião.

No Brasil, os aeroportos afetados serão os de São Paulo (Guarulhos), Rio de Janeiro (Galeão), Brasília, Campinas, Belo Horizonte, Manaus, Recife, Salvador, Curitiba e Porto Alegre.

 

Fontes: G1 e BBC

Crédito da foto destaque para www.travelandleisure.com

Cristina Mary

Sou Nutricionista desde 2004 e trabalho num consultório de endocrinologia atualmente. Sempre gostei de conversar sobre viagens e ouvir sobre as experiências das pessoas com as quais estou conversando e ficava viajando junto com elas imaginando todos esses lugares. Estou estudando sobre fotografia e programas de edição de imagens como o Photoshop e Lighroom. E, todo esse meu entusiasmo em aprender foi a partir do apreço por belas fotografias de paisagens e lugares incríveis que me inspiram sempre a conhecer novos lugares! E como é gratificante você planejar uma viagem desde a escolha do destino, pesquisar sobre o que se fazer e organizar da melhor maneira possível para aproveitar ao máximo a viagem e, finalmente ver através dos seus próprios olhos o lugar que você via apenas por fotografias. E, se você me perguntar o que me motiva? Bem, responderei a você que é a vontade de conhecer todos os cantos desse mundão afora, de aprender novas línguas para conseguir me comunicar com as pessoas da região, de enriquecer minha alma convivendo com as mais distintas culturas mesmo que seja por alguns dias ou apenas por alguns momentos.

Deixe um comentário